Vontades escondidas;

                                  "E quis te dizer de como era bom que a gente tivesse se encontrado, assim, sem pedir, sem esperar." (Caio F. de Abreu)

Segui teus passos marcados na areia, mas logo veio o vento provar teu sabor e te levar para bem longe de mim, tão longe onde eu não pudesse te encontrar e antes mesmo que eu mostrasse a você. Deixei com que a saudade, demosnstrada através dos olhos ocultos detrás dos óculos escuros, apertasse cada vez mais. E continuei a procura de algum desleixo do vento que me levasse até você. Ele estava gelado fazendo com que meus cabelos se arrepiassem e naquele instante, lembrei que teus lábios em meu pescoço agiam com o mesmo efeito desse vento.

O sol estava se escondendo, o mar se acalmando e você se afastando. Cheguei a pensar que gostaria de estar ali comigo, sentado na areia, ao som da poesia do silêncio. Talvez você até quisesse dizer algo ou apenas se calar.

A semana passou e confesso que passei horas sentada detrás da janela olhando a rua, segurando o celular,com teu número na tela e indecisa se deveria ou não apertar o botão chamar, ou apenas esperando um sinal de vida tua, mesmo sabendo que tal espera era inútil. Você não pensara em mim. Quem sabe até chegasse a pensar e esteja na mesma situação que eu: ligar ou não ligar?

E assim o tempo passou, com vontades escondidas detrás do sorriso que eu reluto em segurar quando te vejo, para que não fique tão óbvio o meu sentimento por você. Invento uma desculpa, puxo papo até que eu consiga tirar o máximo de ti e quem sabe te levar dali. Quis sentir teus lábios provocando em mim a mesma sensação do vento, teus braços como meu cobertor e quem sabe passar a noite inteira ao teu lado.

Sonho com sua voz no meu ouvido, nós dois em um retrato e flores que você nem chegou a comprar.

                                                                                    Karol Ribeiro

2 comentários:

Pedro disse...

muito manero Karol, você escreve muito bem =)


- Sonho com sua voz no meu ouvido, nós dois em um retrato e flores que ainda vou te dar...
haha :b

Karol disse...

Obg Pedro *-*

Postar um comentário