Recomeçar;


Eu digo como é bonito o modo como as flores aparecem na primavera ,assim como tu me olhas, como agarra o travesseiro ou a mim, que me faz achar tudo belo. A maneira como diz que tudo vai da certo e que jamais me decepcionarei.  Em cada palavra que tu pronuncia me remete a uma doçura, que jamais senti antes. Aqui comigo, tu pareces mais um anjo do que aquele homem de quem as mulheres tanto desejam e almejam.

Não há nada em você que eu mudaria. Quando você sorri é como se todo o mundo parasse e ficasse por um instante te admirando. Teu perfume me remete a pensamentos absurdos. Mas que não me importo, pois é como se tudo caminhasse ao nosso encontro, como se todos os pontos finais que dei me levarem o mais perto possível de você.
 E hoje? Já não sei mais o que sinto, pois é como se eu tivesse nascido de novo e tudo fosse tão estranho e me desse frio na barriga.

Mas neste espaço em branco, não consigo expressão e me conter. Preciso falar, preciso te contar meu anjo, sobre o que sinto, pois tais palavras escritas não são o suficiente. É como se de repente toda a confiança morresse e eu me encontrasse na ponta de um penhasco pronta para pular, mas com medo de que o tal anjo perca as asas e não consiga me salvar. Tenho receio de que os ventos fortes que às vezes aparecem tragam o temível ponto final, antes mesmo que eu consiga começar a frase.

Escondo então, qualquer palavra e apenas escrevo com a esperança de tu leia estas linhas e veja teu nome subentendido e corresponda a tal sentimento. Amor seria prepotência dizer que sinto, mas é algo que volto a repetir: estranho, medonho e convidativo. Tudo me convida a você. 

Confesso que além de não conseguir me expressar direito, tenho medo de cair no buraco negro da qual sai há tempos atrás. Tenho receio de atropelar tudo e querer ser rápida demais, de não dar tempo e deixar que as coisas aconteçam.

Daqui da janela do meu quarto eu olho pra rua, espero e sonho com você chegando, sem precisar esconder nada e dizer o tal pronome possessivo da qual não me arrisco a dizer. Além de tudo me convidar a você, não quero sair desse sonho onde você é o meu protetor. Mas também, bem lá no fundo quero sentir tudo queimando aqui dentro novamente, como as flores da primavera que renascem, quero sentir amor renovado dentro de mim e aqui escrevo e confesso que topo, topo começar tudo de novo.

                                                                   Karol Ribeiro ;*


4 comentários:

JhonSiller disse...

Você se expressou muito bem sim!
Parabens

Gabs.L disse...

Que texto lindo!
Amei

Monique Larentis disse...

que bonito e romantico esse texto. cheio de sentimentos em cada linha.

. mais do que palavras disse...

Obrigada gente. beijos :*

Postar um comentário