Um dia o homem aprende.


A vida realmente é uma roda gigante, disso eu não duvido nunca, aliás nunca duvidei, um dia esta tudo bem e no outro não, é como um verdadeiro efeito dominó, o mundo vem desmoronando uma parte atrás da outra. Se lembra meu querido primo quando nós estávamos sentados naquele jardim com um lago no fundo, logo após que meus pais morreram naquele acidente e um mês antes nossa avó tinha sido vítima de uma bala perdida no confronto entre policiais e traficantes, e você me dizia que você era da minha família e estaria do meu lado para tudo? Hoje sou eu que estou do seu lado, e digo que daqui não saio! Eu lhe disse, cansei de dizer, não vale a pena essa vida, tudo que vem fácil, vai fácil. Mas você vivia em busca de poder e riqueza, dizia que estava cansado daquela vida miserável e que nós merecíamos uma vida melhor, e veja onde parou isso tudo. Tráfico não leva a nada, manter vício de uma pessoa, incentivar que usem drogas é errado. Que cômico não, o próprio nome já nos fala o que é tão alucinógeno. Eu não o julgo, você sabe que jamais seria capaz de julgar alguém, cada um faz a sua escolha nessa vida, e a sua foi essa. Juro, fiz o que pude, conselhos, conversas, incentivos, mas nada entra nessa sua cabeça dura não é mesmo? Quando me disse que era tarde mais eu senti vontade de te trancar no quarto e nunca mais deixar você sair de lá, você não aprende que nunca é tarde demais para aquilo que se realmente quer. Sabe meu querido, hoje o Rio esta em guerra, o nosso querido e lindo Rio de Janeiro, e eu paro para me perguntar, o que houve, como viemos parar até aqui? Às vezes penso que já não há mais jeito de termos paz nesse mundo, mas se não tivesse desigualdade social, creio eu que o mundo não estaria assim e muito menos você aqui, nessa cama de hospital, quase me deixando só, já que no nosso mundo é só eu e você, mas me prometa que se sair daqui, não voltara a aquela vida, eu não aguentaria te ver novamente sendo baleado na minha frente, dentro do nosso humilde barraco. Eu, quase aqui perdendo estou, e nunca irei abandona-lo, haja o que houver daqui não saio. Deus sabe o que faz, e eu só rezo para ficar bem, tudo vai ficar bem e você me prometera que haja o que houver, as dificuldades que vier vamos enfrentar de frente, com dignidade e com o suor de um trabalho digno, não podemos mudar o Rio, mais podemos começar dentro da gente, um dia após o outro. O homem aprende, eu sei que aprende.

[Para Bloínquês - 45ª Edição Musical]

                                                      Carol Rodrigues ;*

3 comentários:

Tassyane Américo disse...

E eu rezo para que: um dia o homem aprenda, mesmo!

Lindo aqui!

maniadeblogueira disse...

Adorei, quem sabe um dia o homem aprenda, né?
Aqui tá lindo, estou seguindo.

. mais do que palavras disse...

uhuum , tomara que aprenda e logo
obg *------* fico muito feliz bjs ;*

Postar um comentário