não é preciso saudade.



A ausência ocupa o espaço, ocupa tempo, ocupa a cabeça, até demais. E faz com que a gente invente coisas, nos leva para tão próximo da total loucura quanto é permitido, para alguém em cujo prontuário se lê "sadio". Saudade não é olhar pro lado e dizer "se foi". É olhar pro lado e perguntar "cadê?"  até porque saudade não é a palavra certa a se dizer, porque eu não presiso de saudade pra me lembrar de você .

                                                         Karol Ribeiro

1 comentários:

иeŧΘ.๏ disse...

verdade, a ausência ocupa espaço + abre a porta para novos caminhos e novas pessoas.. como eu??

amei o blog tah lindoo
bjs
m seguee tbém

Postar um comentário