Feliz 2011 !

1 comentários
 

   2010 foi o ano em que aprendi a viver de verdade, a dar valor as coisas simples, nos pequenos gestos, nos simples sorrisos, nas simples palavras. E aprendi ainda mais, aprendi a dar valor nas pessoas que me amam, que estão em minha volta, ou que estiveram um dia. E por fim descobri o verdadeiro significado de saudade, e vi que por mais doloroso que seja, a saudade nasce do afeto, do carinho, e principalmente do amor. A partir daí, vem as lembranças de tudo, de cada momento, e então surge talvez um certo arrependimento das vezes em que deveria ter amado mais, sonhado mais, sorrido mais, vivido mais. A conclusão de tudo isso, é porque não sabemos o dia de amanha, nem se essas tais pessoas vão estar aqui, nem ao menos para mais um minuto de sorriso.

   Eu me lembro como se fosse ontem, fim de 2009 começo de 2010, e logo já é 2011... o tempo passou sem darmos conta, o mesmo acontece com a vida. A verdade é que nunca sabemos o que nos espera, ao mesmo tempo tanta coisa mudou, se refez, se perdeu, e é ai que agente aprende o significado de viver e de amar, a importância de cada amanhecer, e o quanto é bom estar com aqueles no qual agente ama, mesmo que esteja presente somente no coração.

   Os planos pra 2011 eu já não sei, são muitos; o destino é quem vai dizer por mim. 

Créditos : Fabiana Ribeiro

 Todas nós do blog desejamos a vocês um 2011 repleto de paz, saúde e amor.




1 comentários
 
Há garotos que crescem achando que vão se firmar em um futuro distante, e há outros que estão prontos pra se casar assim que conhecem a pessoa certa. Os primeiros me deixam entediada, principalmente porque são patéticos; e os outros, francamente, não são fáceis de encontrar. Mas é nos sérios que estou interessada, só que leva tempo para encontrar alguém assim, e por quem eu também me interesse. Quer dizer, se a relação não consegue sobreviver a longo prazo, porque é que vou investir meu tempo e minha energia em algo que não vai durar?
A última música
                                                 Ana Souza ;*

1 comentários

Falta. Às vezes me faz falta ouvir um “boa noite”, um “eu te amo” e ser chamada de “meu anjo. Coloquei todo e qualquer sentimento numa geladeira, mas em momentos como este descongelo tudo para que eu possa me confortar. Tiro a poeira daqueles velhos objetos e relembro de cada minuto, cada segundo e como era bom. Hoje me encontro tentando sentir tais sentimentos e confesso que consegui, mas dói, dói te ouvir falar daquele jeito e tenho vontade de jogar tudo pro alto e doar todos os presentes  que ainda não te dei.Tenho receio ou talvez eu sinta amor e ele me torna uma boba, mas será que é errado tentar amar alguém e exigir o mínimo de carinho? Só quero ouvir um “eu te amo e não sei como seria a minha vida sem você”, quero ouvir tais palavras que um dia atravessaram meus ouvidos, mas que não soube retribuir da maneira como queriam e hoje fazem isso por mim.
Gosto de você moço, mas talvez eu não seja forte o suficiente para agüentar tanta coisa, ou quem sabe, eu seja a criança de quem você tanto me chama. Se é criancice querer ter um relacionamento limpo e ter medo de te perder, digo que sou sim criança. Se brigo tanto com você é porque eu gosto de ti e tenho medo de um não ter você diante dos meus olhos todos os dias. 


É apenas mais um texto daqueles que juntam poeira, escritos em dias de tormento.

                         Karol Ribeiro :*

What If ...

0 comentários
                           "What if we were made for each other
Born to become best friends and lovers
I want to stay right here
In this moment with you
Over and over and over again"

What If - Colbie Caillat 

                                   Ana Souza ;*

Feliz Natal

1 comentários

- Falar de Natal sempre será muito fácil pra mim, lembro como se fosse ontem das novenas de Natal na minha casa, minha mão me obrigava parcialmente a ficar na sala, mas eu adorava porque todos os meus amigos vinham também, aquela criançada na sala cada um num canto porque se não era bagunça na certa, em especial falo do Rafael, éramos parceiros de risadas, prestávamos tanta atenção na Novena, mas era pra ver se alguém errava pra gente rir, e sempre erravam, principalmente eu, quando ia ler a bíblia, enfim eu adorava quando dava lá pelas 19:00 era reunião da rua.
Enfim hoje não temos muito mais isso, sinto falta dos meus amigos de antigamente,uns eu não sei mais do paradeiro, outros continuam aqui, mas nos afastamos um pouco, cada um seguiu a sua vida. Porém o Natal serve para isso mesmo, para relembramos momentos inesquecíveis, passarmos essa data com a família, não precisa ser só a de sangue, o que importa mesmo, é estarmos perto de pessoas que realmente goste de nós, do jeito que somos.
Que possamos comemorar essa data com presentes e brincadeiras típicas mas sem esquecer o verdadeiro significado do Natal.
Porém vejo o outro lado do Natal , que infelizmente não é tão alegre e encantador assim, já pararam pra pensar, que existe familias que não tenham um lar, uma ceia, crianças que nem se quer familia tem, são jogadas na rua, já pararam pra pensar, que aquela febre instantânea de compra, aquele formigueiro nas cidades em busca de presentes pode ser a tristeza de muitos que não podem comprar nada.
Já pararam pra pensar no desperdício,da gula de muitos, da fome de outros.
De crianças mimadas que não se satisfazem cm nada, e com crianças que precisam apenas de um abraço quente de mãe, ou de qualquer um.
Esses problemas existem o ano todo, só que no Natal é mais evidenciado, e não poderia deixar de tocar nesse ponto.
Entretanto nessa época também, nos deparamos com anjos disfarçados de pessoas, ações solidárias são feitas, a solidariedade aflora em muitos corações caridosos, e agradeço a todos que realizaram algum bem ao outro, esse sim é o verdadeiro espírito de Natal, ajudar a quem não sem conhece sem pedir nada em troca.
Existe aqueles que não gostam de Natal também, acho uma tremenda falta de gosto, só quem nunca foi criança pode falar que não gosta do Natal, as cidades ficam lindas, o os olhos brilham mais, ficamos mais sentimentais, enfim Natal é abençoado por Deus,sim ficamos mais Deus também. Bom seria, se o ano todo fosse assim.
Desejo que no ano que vem, portas sejam  destrancadas, corações escancarados, quero as janelas das possibilidades abertas, quero o som da risada das crianças, quero construir passagens em paredes de pedra, quero plantar flores no deserto, encontrar caminhos em mata fechada.
E festeje. Porque a vida é uma e não é tão longa, e por mais dura, existem momentos felizes. Invente um.
e comemore o nascimento de um sonho, seja ele qual for. Não precisa ser um sonho ambicioso: sonhar estar junto com gente que se ama, pra que mais? Isso já é o suficiente para uma festa.
Feliz Natal e um Próspero ano novo a todos do blog mais do que palavras.
                                                                        Ana souza ;*

1 comentários

“Filho… você terá três tipos de pessoa na sua vida:

- Um AMIGO, aquela pessoa que você terá sempre em grande estima,
que você sabe que poderá contar sempre;
que bastará você insinuar que está precisando de ajuda
e a ajuda está sendo dada;

- Uma AMANTE,
aquela pessoa que faz o seu coração pulsar;
que fará com que você flutue
e nada importará quando vocês estiverem juntos;

- Uma PAIXÃO,aquela pessoa que você amará,
desejará incondicionalmente,
às vezes nem lhe importando se ela lhe quer ou não,
e talvez ela nem fique sabendo disso.

Mas, se você conseguir reunir essas três pessoas numa só
- pode ter certeza meu filho:  Você encontrou a felicidade.

(Augusto Schimanski - 1928/1973)
                                                        Ana Souza ;*
1 comentários

Abraçar é encostar um coração no outro.
                                                                                Ana souza.

Ao homem da minha vida;

5 comentários

São José, 22 de maio de 2000.
Meu querido pai, já faz 1 ano que não nos vemos e o senhor não sabe como essa saudade dói, chega a me amargurar por dentro, não sei se de culpa ou o mais puro amor que anda me invadindo nesses últimos tempos. Como adolescentes são tolos não é mesmo, temos o melhor e não sabemos disso, quando passei por essa fase fui igual a quase todos aqueles adolescentes fúteis, não compreendia nada e nem ninguém. Um dia eu cheguei a pensar que sem alguém eu viveria mais feliz, sim pai esse alguém é mesmo você, era tão medíocre que achava que o senhor não era preciso para nada, sempre guardei meus sentimentos bem escondidos, não os permitia nem para mim, talvez seja por isso que nunca trocamos um eu te amo, éramos cabeça dura. Hoje entendo realmente que o senhor era um exemplo para mim e para meus irmãos, e que tudo que fazia, as ironias e reprovações, era para o nosso bem, somente para que crescessemos cada vez melhor e sabe pai, ao invés de aprender isso contigo quis aprender da pior maneira possível "dando de cara com o muro". Sei que eu tinha tudo para ser a menina mais compreensível e feliz de todas, mais o que eu sabia da vida, só acha que o mundo estava dando as costas para mim, custei a entender que quem estava de costas era eu mesma. Sinto saudade daquela velha casa azul que morávamos, todos juntos, tinha um trabalho um tanto bom e uma família exemplar, mas eu me achava a ovelha negra da família, quem nunca achou que um pai nunca repreende por maldade. Hoje aos meus 25 anos entendo que o senhor queria mesmo era me educar e me preparar para o mundo, coisas que entendi tarde demais. O arrependimento é o que mais tem doido dentro de mim, precisei perde-lo para perceber o quão importante era na minha vida, alias foi você que me deu tudo que eu tinha, e eu nunca disse um adeus, eu nunca disse o que eu realmente sentia, sei que hoje não tem como mais entregar essa carta, pois você se foi, assim sem nenhum aviso, talvez por tristeza ou para realmente me ensinar o valor que tenha a família, que ela é quem construi carater, não baladas, amigos, shopping ou festas, nada disso é tão importante quanto a verdadeira família. E depois do seu falecimento fui obrigada a me mudar repentinamente, assim para me livrar das lembranças, sim tenho lembranças boas, me lembro que fingia dormir só para vê-lo ir ao meu quarto e me cobrir naqueles dias de tempestades, ou quando sentava e ficava me vendo dormir. Desculpe pai, por não ter sido a filha que sei que poderia ter sido, por não ter sido compreensiva e estar sempre com sete pedras na mão, quando dizia me deixe em paz na verdade o que eu queria era dizer eu te amo, e toda vez que olho para o lado e vejo um pai e um filho se abraçando, choro, choro por saudade e por amor demais que ficou guardado aqui no peito. Não pai, eu não desisti dos meus sonhos, apenas ao longo da vida senti necessidade de outros sonhos que estava nascendo em mim e precisa passar essa minha experiência para frente, pelo menos tentando e dizendo a cada adolescente para dar valor a família, principalmente aos seu pai, pois hoje aqui sem o meu sinto falta de sentar no colo de alguém para ouvir histórias sinto falta de tudo que devia ter feito e o orgulho não me deixo. Engraçado que quando me mudei fugindo das lembranças elas só me perseguiram mais, e por isso estou aqui sentada em frente a sua sepultura escrevendo essa carta onde deixarei e espero que saiba que eu amo você, por que um dia o senhor me disse que nunca se é tarde demais para aquilo que realmente se quer, e o que eu quero na verdade eu sei que não volta, mais posso dizer que o senhor foi tudo na vida de uma garotinha que hoje sabe o valor de um grande homem. Obrigado pai, por me ensinar tudo que sei, por me dar carater e por ter tido tanta paciência com uma jovem que o ama e sempre o amou. Afinal a família realmente é o berço da nossa sociedade, o nosso santuário da vida. Pai sinto tanta a sua falta que sinto a sua presença a cada dia, aqui dentro de mim, Eu te amo.
Um grande beijo,
De sua querida Filha.

[Texto para Bloínquês - 22ª edição carta e OUAT - 60ª edição musical]
                                      Carol Rodrigues ;*

Ao nosso redor;

1 comentários


Às vezes não paramos para olhar quem está ao nosso redor e deixamos passar muitas pessoas boas pela nossa vida, se pelo menos deixássemos elas entrarem, perceberíamos  o quanto elas são especiais e o quanto elas fariam falta. Confesso-lhes que era assim, mas abri os olhos e enxerguei a quantidade de pessoas que eu estava deixando passar por mim despercebida e só agora vejo como elas realmente são especiais. Foi assim que aconteceu com você e com diversas amigas que hoje por mais distantes, eu guardo no mais precioso baú de amizades. Desculpem-me por não ter me dado conta a mais tempo, por passar por vocês como pessoas insignificantes. As coisas mudam e mudaram. Pois através da mudança encontrei meus amores de verdade.
Hoje, me preocupo em saber como vocês estão, e o que  fazem vocês realmente felizes, pois surgiu um amor enorme que eu sinto por vocês e sinto que é recíproco. Quanto estou triste você vem com aquela cara de moleque e faz parecer tudo simples e faz com que o sorriso volte a estampar o meu rosto, e vocês meninas, sempre com jeito meigo me fazem entender o porquê e que tudo acontece com um propósito.
Teus olhos me remetem amor, amizade, cumplicidade, lealdade, segurança e paz. Com vocês eu tenho mais força.
Posso dizer que o que  sinto isso por vocês é amor. O amor maior do mundo.

                                                     Karol Ribeiro ;*


nunca se sabe.

5 comentários

A querida quantas vezes já te disse que o coração tem razões que a própria razão desconhece, talvez por ele saber secretamente o que nos agrada ou até mesmo gostar de se machucar, nós nos apaixonamos assim, sem motivo mesmo, porque quando paro pra perguntar porque viver me vem uma estranha sensação de amor na cabeça, assim amor de amar, porque a gente nunca sabe de quem vai gostar, é coisa do mundo, coisa de mulher. O mundo é surpreendente, acredite em mim, quando menos se espera aparece algo que menos se esperava ainda, e talvez seja por isso nunca sabemos de quem gostar, estranha sensação de ser dominada, acredito que não seja o coração quem decide, mais Deus, que tudo que se passa esta escrito nas linhas da vida, como essas que escrevo agora. Não escolhemos de quem gostar, porque o amor é ilógico, é trapaceiro benéfico, o amor é ilusão, sonhar e é beleza, e se escolhêssemos que graça teria? Imagina quantas pessoas não iam ser apaixonadas pelo Brad Pitty ou pelo Johnny Depp. E no fundo todos nós somos todos seguidores desse gostar porque encantamos pelas qualidades que colocamos dentro da gente, algumas vezes nos enganamos, outras erramos feio, mais uma hora iremos acertar. Não há razão porque não escolhemos, talvez por preguiça, desespero ou teimosia, mais quem escolhe pode ter a certeza minha querida que um dia ela acerta. Digo isso por experiência própria, um dia jurei nunca gostar de um tal alguém, e por ironia do destino acabei gostando, assim sem motivo e nem argumento, gostei e não fui eu quem escolhi, as vezes penso que existe esse tal anjo cupido e acho que ele tenha me acertado em cheio, bem no peito, aquela fecha sem explicação que já não posso arrancar, e juro não fui eu quem escolhi, se fosse eu, escolheria um bem menos complicado!
 
[Texto para Bloínquês - 47ª edição musical]
                                                                         Carol Rodrigues ;*
0 comentários
V.I.D.A. = Variações Infinitas de Detalhes e Acontecimentos.
                                                 (Jô Soares)
Ana Souza ;*

vá.

1 comentários

Eu quero, eu posso, eu vou. Cansei de me contentar com pouco, de abaixar a cabeça pra garotos mais velhos, de ser comportada perto dos meus pais e não falar palavrão. Se é isso que eu quero fazer, o que irá me impedir? Hoje eu to um perigo. Porque eu vou fazer tudo o que eu quiser, sem por um instante pensar nas consequencias. Alguém já te disse que dia a sua vida acaba? Ah, se você assim como eu não sabe não fique ai esperando esse dia chegar, porque quando ele chegar você não vai ter como fugir e aproveitar os segundos que lhe ficaram pra tras. Então, aproveite agora. Viva agora, faça agora. E não se arrependa meu bem, você só vai aprender a viver da maneira que muitos querem , mas não tem coragem. 

                                                                    Bianca Vaz.

e o para sempre?

0 comentários
Eu me pergunto todos os dias onde está você, e se você ainda pensa em mim como eu ainda penso em você, se o nosso para sempre já acabou. É tão triste admitir nossa distancia quando estamos tão perto. E lembrar de tudo que já vivemos e a intensidade de como tudo aconteceu.
Nunca chegei apensar que seriamos como a lua e o sol, eu não quero representar mais essa distancia pra você. Eu não posso mais, cheguei ao meu limite. Existem lagrimas,sorissos, histórias, angustias, conquistas e felicidades acumuladas em mim, e que cada vez mais fica mais forte. E quando tudo isso explodir, é você que eu quero que esteja ao meu lado. Porque apesar de tudo, você é o único que eu sei que pode me aturar em um dia desses. Fiquei preocupada porque eu não sou de falar “para sempre” , mas é que quando eu falo, eu to falando muito sério. E eu vou cuidar do nosso.

                                                               
                                                                                 Bianca Vaz. 
0 comentários
                                          
Já jurei que irei te seqüestrar, pois o meu coração pedi e meu amor me obriga.
                              Ana Souza ;*

inexplicável, não. engraçado, não.

1 comentários


Inexplicável não, porque eu conseguia sim só com um sorriso e com um olhar mostrar pra todo mundo o que eu sentia por ele. Ensinar e aprender como o sol pode nascer em um dia nublado e o quanto a lua pode brilhar em um céu sem estrelas foi o que eu procurei chamar de base, a fase do encantamento. Quando você descobre que aquela pessoa sim, é realmente importante e o quanto você precisa dela. Quando você começa há contar as horas para vê-la, e fica pensando o dia inteiro em como será o próximo encontro e como foi o ultimo, que quando sai de casa pra encontrá-la pensa: “será só mais um dia de muitos”. Você aposta nessa pessoa seu sorriso e entrega a ela seu coração, você luta pra protegê-lo mesmo que ele pertença a outra pessoa, porém cada vez mais difícil fica essa ação. E quando você aprende a gostar da essência então, posso traduzir a beleza disso como a beleza de uma flor se abrindo, as pétalas do seu coração abrem e o sol bate em uma intensidade tão grande, que vai cada vez mais alimentando sua flor, até o ponto que ela fica totalmente dependente dessa luz. E quando isso acontece, a noite chega sem a lua e sem as estrelas, que faziam tão bem para esse tipo de sentimento e leva embora todo o brilho, a felicidade, a facilidade de demonstrar sentimentos, a beleza, a essência... a noite leva sozinha. A flor não resiste ficar sem tais, e adormece.  
Outra hora, eu compreendi o quanto é engraçado alguém te fazer tanto sorrir e do nada, te faz chorar. Não, não é engraçado, é triste e dói pra caramba. 

                                                            Bianca Vaz. 
0 comentários

"Eu na verdade não entendo porque logo agora me veio uma vontade de voltar aquele velho lugar, com aquela velha pessoa, se quem vai me fazer realmente feliz eu tenho ao meu lado."

                                                                                     Karol Ribeiro :*

Projeto.

0 comentários

Baby, esse seu sorriso me encanta esse seu bom humor me deixa fascinada, foi que mais me marcou durante esses meses de pouco contato mas de muita convivência.
Não sei o que me domina aqui dentro, uma fera, uma menina delicada, ou uma menina neutra que espera te ver de novo, sinto mudar de estado muitas vezes, imagino nos dois em uma linda montanha olhando lá de cima a cidade e as nuvens, falando bobeiras e rindo sem parar, literalmente isso é o melhor que fizemos nesses últimos tempos.
Mas infelizmente acho que é esse meu mal, idealizo muito as coisas, e as vezes acabo me decepcionado, espero muitas vezes atitudes que eu tomaria em certas ocasiões, e isso me deixa um pouco amargurada porque lá no fundo eu sei que as vezes falta um pouco de consideração da sua parte.
Baby, eu ainda sei que tenho muito do que aprender sobre você, ainda tenho muito o que passar e talvez nos encontramos por ai, nesse mundo movimento e sem calma.
Confesso tive muitas vezes vontade de chorar, largar tudo e correr sem rumo, mas fiz melhor comecei a anotar os meus sonhos, isso me alivia um pouco. 
                                          Ana Souza ;*

1 comentários

E eu, no fundo, te perdoava, te entendia, te amava cada vez mais. Você me mandou embora da sua casa, do seu carro, da sua vida, da memória do seu computador, do seu celular e do seu coração. Você me deletou. E eu fiquei quietinha, te esperando, rezando pra você ver que amor maior não tem.
Tati Bernardi.
                                      Ana Souza ;*

Depois a gente vê

1 comentários
''Não há nada que me deixe mais frustrada do que pedir Pudim de sobremesa, contar os minutos até ele chegar e aí ver o garçom colocar na minha frente um pedacinho minúsculo do meu pudim preferido.Um só.
Quanto mais sofisticado o restaurante, menor a porção da sobremesa.
Aí a vontade que dá é de passar numa loja de conveniência, comprar um pudim bem cremoso e saborear em casa com direito a repetir quantas vezes a gente quiser, sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação.
O PUDIM é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.
A vida anda cheia de meias porções, de prazeres meia-boca, de aventuras pela metade.
A gente sai pra jantar, mas come pouco.
Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons.
Conquista a chamada liberdade sexual, mas tem que fingir que é difícil (a imensa maioria das mulheres continua com pavor de ser rotulada de 'fácil').
Adora tomar um banho demorado, mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta.
Quer beijar aquele cara 20 anos mais novo, mas tem medo de fazer papel ridículo.
Tem vontade de ficar em casa vendo um DVD, esparramada no sofá, mas se obriga a ir malhar.
E por aí vai.
Tantos deveres, tanta preocupação em 'acertar', tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação...
Aí a vida vai ficando sem tempero, politicamente correta e existencialmente sem-graça, enquanto a gente vai ficando melancolicamente sem tesão...
Às vezes dá vontade de fazer tudo 'errado'.
Deixar de lado a régua, o compasso, a bússola, a balança e os 10 mandamentos.
Ser ridícula, inadequada, incoerente e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a nosso respeito.
Recusar prazeres incompletos e meias porções.
Até Santo Agostinho, que foi santo, uma vez se rebelou e disse uma frase mais ou menos assim:
'Deus, dai-me continência e castidade, mas não agora'.
Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem, podemos (devemos?) desejar vários pedaços de pudim, bombons de muitos sabores, vários beijos bem dados, a água batendo sem pressa no corpo, o coração saciado.
Um dia a gente cria juízo. UM DIA. Não tem que ser agora.
Por isso, garçom, por favor, me traga:
um pudim inteiro um sofá pra eu ver 10 episódios do 'Law and Order', uma caixa de trufas bem macias e o Richard Gere, nu, embrulhado pra presente. OK?
Não necessariamente nessa ordem.
Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago."

[Martha Medeiros]
                                             Carol Rodrigues ;*

O tempo parou.

3 comentários

Você me disse que seria pra sempre, mas o que aconteceu com o "pra sempre" ?
ainda não me acostumei ficar sem você, eu só queria uma explicação a sua indiferença é o que me mata aos poucos, só faço um pedido : me de alguma resposta, e não fuja de mim. O problema disso tudo foi o que você me disse antes, eu sempre esperava mais de você, não esqueça disso.
Não sei porque, mas sinto sua falta. E isso faz o tempo parar.
                                                                          Ana Souza.
0 comentários
Filho: Mãe, vou sair!
Mãe: Aonde você vai?
Filho: Mãe, a professora disse que “sair” é verbo intransitivo, então não precisa de complemento, beijo.


caixadesurpresas.
 
                                                                      Ana Souza ;*

Deixa estar;

3 comentários
No começo foi bem mais difícil do que eu imaginava. As pessoas, o sol, as músicas, tudo me dava náuseas. Eu buscava o céu, mas as quedas sempre aconteciam. Mas hoje, encaro tudo como um caminho natural que todos temos que seguir, e as quedas pequenas ou não, me fizeram e nos fazem crescer. Aprendi a voar por si só e não preciso mais de uma companhia.

Apaixono-me todos os dias por alguém. Aquela choupana, o lago, o restaurante a boate, o intelectual, o cafajeste, o carinhoso, me apaixonei por todos e freqüentei diferentes lugares. Por que agora quero é sentir, somente por sentir. Hoje, eu deito e apenas escuto os barulhos que vem de fora, misturo-os com a minha risada de moça boba e faço melodias para os meus ouvidos.

Se deixei tudo pra trás não foi por maldade, meu bem. Navego sem porto, sem destino. Não quero mais entender nada, quero viver, sentir e amar, porque não? Quero alguém que me console nos momentos ruins, que me faça carinho. Mas a própria vida está se encarregando de me proporcionando este carinho. Não preciso mais necessariamente de um alguém e de um motivo. Pois aprendi que com o tempo, a gente vai encontrando pedacinhos pra chamar de nosso.

Vou navegando, por onde quero. Sem medo da chuva. Ao contrário, gosto da chuva que me trás o cheiro de novos tempos, de alegria e paz. Tenho gostado mais das pessoas e de mim mesma. Estou mais leve e sorridente. As águas que às vezes sinto pela minha boca, com gosto salgado são de alegria e quando não, são apenas passageiras.

Logo ali, existe um alguém que ao pronunciar meu nome já me faz libertar as borboletas adormecidas em meu estômago. Na esquina encontro alguém com quem posso conversar e jogar conversa fora. E jogo, jogo tudo pro alto e amanhã? Sei lá, não quero pensar. Se voltar a me apaixonar, remendo o meu coração e volto a amar. Se não, deixa estar.

                                                                          Karol Ribeiro :*

Ai já era .

0 comentários

Para pra pensar, porque eu já me toquei,
Eu te escolhi você me escolheu, eu sei.
Tá escancarado, vai negar pro coração?
Que você tá com sintomas de paixão!
É quando os olhos se caçam em meio à multidão,
Quando a gente se esbarra andando em qualquer direção.
Quando indiscretamente a gente vai perdendo o chão, vai ficando bobo,
Vai ficando bobo...
E aí já era é hora de se entregar,
O amor não espera, só deixa o tempo passar.
E fica pro coração, a missão de avisar,
E o meu tá dando sinal: e tá querendo te amar!

Jorge e Mateus - Ai ja era

                                 Carol Rodrigues ;*

amor é amar (:

0 comentários

Afinal o que é o amor? O que é amar alguém? Estou aqui sentada dentro de um carro, em plena serra de Santos, voltando para casa, e meus pensamentos voam livre entre as montanhas, e só o que ele busca é você, sempre você, o meu coração te chama. Engraçado como nada nesse mundo tem sentido se não for com você, o que seria isso se não fosse amor? 
Por favo, nunca duvide das minhas palavras, principalmente quando digo que te amo. Se sei bem o que é amor, amo mesmo, e digo que já não posso viver sem você. Eu te amo em todos os momentos e em qualquer lugar. Amo e não depende de mim, você consegue me entender? Amo porque meu coração pede, necessita do seu, meu coração teima em querer-te. Desculpe-me dizer isso assim, meio jogado aos ventos, escritas em singelas palavras, mais precisava dizer assim para você, para que soubesse o quanto sei que amo, para que todos soubessem que é tão grande que nem sei quanto amo. Mas me diga, que garota nunca amou, quem nunca amou ninguém? Perder a razão, perder o chão, perder tudo e ter mundo! Então eu te digo o que é o amor, é inexplicável, mágico, carinho, afeto, respeito, saudade, amor é amar e amar é simplesmente tudo.

                                                                          Carol Rodrigues ;*
0 comentários


Talvez o final feliz, seja só seguir em frente. Foi com esta frase que resolvi deixar tudo no passado, mas algo me prendia, eu precisa me libertar de tudo que ensaiei há tempos para te dizer, mas o receio era maior e então resolvi te escrever uma carta. Esta é o ponto final ou apenas a reticência ...

Eduardo...

Você penetra nos meus pensamentos sem eu chamar, você não pede licença, vai entrando.E deixa coisas vagas, eu precisava de um momento só pra refletir o que esta acontecendo, mas infelizmente não consigo fugir de você, parece um imã.
Já não tenho forças mais para escrever o que eu quero, esta tudo muito estranho, eu não sei o que eu quero sentir e também não sei se tenho essa ousadia de escolher meus sentimentos.
Mas sei que andamos meio distantes um do outro, talvez o tempo não esteja nos favorecendo, ou talvez você já encontrou outra que me substituisse. Isso doi, porque apesar de tudo, eu não me esqueço de quando te conheci e garanto que apartir dai meus sonhos não foram mais os mesmo, como a lua que muda de fase.
Eu não queria que você mudasse comigo;queria o mesmo meninão de sempre, eu não queria mudar com você também, não me obrigue a fazer isso.
Eu sei que nosso destino ainda irá trilhar em uma linha só, mas por enquanto vou deixar você quietinho ai, quando quiser voltar eu estarei aqui ou talvez será tarde de mais.
Mais não esqueça que cada pessoa tem o seu brilho próprio e você pra mim e como o sol, sempre irá iluminar minhas manhãs e quando se por e a noite chegar sei que amanhã será um novo dia, e assim como o sol voce irá me iluminar novamente.
                                                                        
                                               Da sua eterna Gabriela.
                                                                                                                                                                                        Ana Souza :*

Dear John

1 comentários

Savannah: ‘vou sentir saudades.’
John: ‘você não parece muito triste com isso.‘
Savannah: ‘é porque já chorei por causa disso, lembra?  Além do mais, não é que eu nunca mais vá ver você. Finalmente percebi isso. Sim, vai ser difícil, mas o tempo passa rápido: vamos nos  reecontrar, eu sei. Eu sinto. Assim como sinto o quanto você se importa comigo e o quanto eu te amo. Sinto no meu coração que não acabou, e que vamos superar isso. Muitos casais conseguem. E os que não conseguem é porque não têm o que nós temos.”

Livro-Dear John
                                                                    Ana Souza. ;*

Querido diário.

2 comentários


Existem lugares que te lembram coisas e pessoas, momentos no qual tentamos esconder no meio há tantas memórias, foi isso que tentei fazer com as lembranças daquele moço que havia-me apaixonado a uns anos atrás, mais nossas vidas tomou rumos diferentes, e quem é que contrariaria a razão? Eu, a eu contrariaria tudo para ficar ao seu lado querido, mais você foi embora antes mesmo de lutar por mim, sofri tanto como um animal abandonado nas esquinas. Quando mexia nas velhas coisas que havia deixado na fazenda antes de ir embora para Nova York, achei aquele velho diário, a curiosidade mata não é mesmo? Eu já sabia o que havia escrito ali, lembranças de um passado que jamais iria voltar, mais como teimo com esse meu coração, acelerado, sentei-me enfrente aquela paisagem onde nos sentamos pela última vez e voltei a 1998. 
"Querido Diário, hoje foi o dia mais feliz da minha vida, John me pediu em namoro achei que tanta felicidade não pudesse caber em mim, mamãe disse que estava contente por mim, que ele é um bom rapaz; sim ele é mesmo, o homem da minha vida!"
Quanto engano, nós sobrevivemos a tudo, menos ao tempo, e o destino então separou dois jovens corações, eu fui estudar cinema em Nova York e você cuidar dos Africanos, como todos um dia tivemos que escolher entre razão e emoção, e aqui estamos nós. Fechei o diário, e o guardei novamente na memoria, foram momentos bons, mais que teve um fim, é como um cristal, depois de quebrado já não volta mais o que era antes, o nosso amor foi o mais lindo e puro, mais se despedaçou em pedaços quando nos separamos, construimos vidas diferentes e o que restou foram só lembranças escritas num diário velho guardado na minha antiga fazenda, afinal o que esta no seu passado, tem mil motivos para não fazer parte do seu futuro, por melhor ou pior que tenha sido.
[Texto para Bloínquês - 6ª edição roteiro]
                                                                  Carol Rodrigues ;*

Um dia o homem aprende.

3 comentários

A vida realmente é uma roda gigante, disso eu não duvido nunca, aliás nunca duvidei, um dia esta tudo bem e no outro não, é como um verdadeiro efeito dominó, o mundo vem desmoronando uma parte atrás da outra. Se lembra meu querido primo quando nós estávamos sentados naquele jardim com um lago no fundo, logo após que meus pais morreram naquele acidente e um mês antes nossa avó tinha sido vítima de uma bala perdida no confronto entre policiais e traficantes, e você me dizia que você era da minha família e estaria do meu lado para tudo? Hoje sou eu que estou do seu lado, e digo que daqui não saio! Eu lhe disse, cansei de dizer, não vale a pena essa vida, tudo que vem fácil, vai fácil. Mas você vivia em busca de poder e riqueza, dizia que estava cansado daquela vida miserável e que nós merecíamos uma vida melhor, e veja onde parou isso tudo. Tráfico não leva a nada, manter vício de uma pessoa, incentivar que usem drogas é errado. Que cômico não, o próprio nome já nos fala o que é tão alucinógeno. Eu não o julgo, você sabe que jamais seria capaz de julgar alguém, cada um faz a sua escolha nessa vida, e a sua foi essa. Juro, fiz o que pude, conselhos, conversas, incentivos, mas nada entra nessa sua cabeça dura não é mesmo? Quando me disse que era tarde mais eu senti vontade de te trancar no quarto e nunca mais deixar você sair de lá, você não aprende que nunca é tarde demais para aquilo que se realmente quer. Sabe meu querido, hoje o Rio esta em guerra, o nosso querido e lindo Rio de Janeiro, e eu paro para me perguntar, o que houve, como viemos parar até aqui? Às vezes penso que já não há mais jeito de termos paz nesse mundo, mas se não tivesse desigualdade social, creio eu que o mundo não estaria assim e muito menos você aqui, nessa cama de hospital, quase me deixando só, já que no nosso mundo é só eu e você, mas me prometa que se sair daqui, não voltara a aquela vida, eu não aguentaria te ver novamente sendo baleado na minha frente, dentro do nosso humilde barraco. Eu, quase aqui perdendo estou, e nunca irei abandona-lo, haja o que houver daqui não saio. Deus sabe o que faz, e eu só rezo para ficar bem, tudo vai ficar bem e você me prometera que haja o que houver, as dificuldades que vier vamos enfrentar de frente, com dignidade e com o suor de um trabalho digno, não podemos mudar o Rio, mais podemos começar dentro da gente, um dia após o outro. O homem aprende, eu sei que aprende.

[Para Bloínquês - 45ª Edição Musical]

                                                      Carol Rodrigues ;*

Recomeçar;

4 comentários

Eu digo como é bonito o modo como as flores aparecem na primavera ,assim como tu me olhas, como agarra o travesseiro ou a mim, que me faz achar tudo belo. A maneira como diz que tudo vai da certo e que jamais me decepcionarei.  Em cada palavra que tu pronuncia me remete a uma doçura, que jamais senti antes. Aqui comigo, tu pareces mais um anjo do que aquele homem de quem as mulheres tanto desejam e almejam.

Não há nada em você que eu mudaria. Quando você sorri é como se todo o mundo parasse e ficasse por um instante te admirando. Teu perfume me remete a pensamentos absurdos. Mas que não me importo, pois é como se tudo caminhasse ao nosso encontro, como se todos os pontos finais que dei me levarem o mais perto possível de você.
 E hoje? Já não sei mais o que sinto, pois é como se eu tivesse nascido de novo e tudo fosse tão estranho e me desse frio na barriga.

Mas neste espaço em branco, não consigo expressão e me conter. Preciso falar, preciso te contar meu anjo, sobre o que sinto, pois tais palavras escritas não são o suficiente. É como se de repente toda a confiança morresse e eu me encontrasse na ponta de um penhasco pronta para pular, mas com medo de que o tal anjo perca as asas e não consiga me salvar. Tenho receio de que os ventos fortes que às vezes aparecem tragam o temível ponto final, antes mesmo que eu consiga começar a frase.

Escondo então, qualquer palavra e apenas escrevo com a esperança de tu leia estas linhas e veja teu nome subentendido e corresponda a tal sentimento. Amor seria prepotência dizer que sinto, mas é algo que volto a repetir: estranho, medonho e convidativo. Tudo me convida a você. 

Confesso que além de não conseguir me expressar direito, tenho medo de cair no buraco negro da qual sai há tempos atrás. Tenho receio de atropelar tudo e querer ser rápida demais, de não dar tempo e deixar que as coisas aconteçam.

Daqui da janela do meu quarto eu olho pra rua, espero e sonho com você chegando, sem precisar esconder nada e dizer o tal pronome possessivo da qual não me arrisco a dizer. Além de tudo me convidar a você, não quero sair desse sonho onde você é o meu protetor. Mas também, bem lá no fundo quero sentir tudo queimando aqui dentro novamente, como as flores da primavera que renascem, quero sentir amor renovado dentro de mim e aqui escrevo e confesso que topo, topo começar tudo de novo.

                                                                   Karol Ribeiro ;*